Hoje resenharei uma das maiores e mais influentes obras da cultura mundial moderna: V de Vingança.
A grande maioria já conhece ao menos de nome graças ao filme homônimo, mas hoje falarei um pouco sobre a graphic novel que serviu de inspiração à adaptação cinematográfica.

Antes de tudo, eu preciso dizer que foi uma estória que me emocionou em diversos pontos (assim como o filme). Ela é forte e te soca no meio da cara em muitos momentos, sendo recheada de quotes fantásticos, quase daria para fazer uma resenha só de quote hahaha Foi difícil para escolher os melhores e mais marcantes para colocar aqui, senão iria ficar mega cansativo pois o post seria enorme e eu sei você não leria.

Como o próprio título já dá a entender, é uma estória que fala de abuso de poder, totalitarismo, revolução e anarquia. É um livro que eu colocaria no patamar de 1984 no sentido de Distopia Realmente Crítica, que te faz pensar, que floresce em ti aquele teu instinto de Querer Fazer Diferente que há tanto estava domesticado.


Trecho do monólogo inicial que o V (protagonista) tem com uma estátua da justiça:
(as traduções deste post foram feitas por mim, então se tu souber inglês mais do que eu e vir erros, me avisa!)


"Her name is anarchy, and she has taught me more as a mistress than you ever did! She has taught me that justice is meaningless without freedom. She is honest. She makes no promises and breaks none.
Unlike you, Jezebel. I used to wonder why you could never look me in the eye. Now I know.
So goodbye, Dear Lady. I would be saddened by our parting even now, save that you are no longer the woman that i once loved.
(...) The flames of freedom. How lovely. How just. Ahh, my precious anarchy..."
"O nome dela é anarquia, e ela me ensinou mais como amante do que você nunca fez! Ela me ensinou que a justiça é sem sentido se não houver liberdade. Ela é honesta. Ela não faz promessas, muito menos as quebra.
Diferente de você, Jezebel. Eu costumava me perguntar o porquê de você nunca poder me olhar nos olhos. Agora eu sei.
Então, adeus, querida. Eu ficaria triste por nossa separação, mesmo agora que você não é mais a mulher que eu um dia amei.
(...) As chamas da liberdade. Quão encantador. Quão justo. Ahh, minha preciosa anarquia..."

A estória se passa em uma Londres distópica, assolada por diversos problemas sérios, provavelmente desencadeados pelo péssimo governo. A sociedade vive com medo, sem a liberdade necessária de ir e vir, tendo que respeitar toques de recolher realmente sérios e abaixar a cabeça para o que os "superiores" dizem. E isso sem falar dos policiais extremamente mal treinados, sem ideia alguma de como reagir a certas situações, seguindo apenas seus instintos boçais de serem animais (nada muito diferente da nossa realidade brasileira, né?).
O grande protagonista da nossa estória é o V, e tudo o que sabemos dele é que não sabemos de nada. Logo no início da trama ele "recruta" Evey Hammond, uma adolescente que estava a ponto de ser hostilizada, e eles começam a "trabalhar" juntos. Ela acaba por virar uma espécie de pupilo.
Eles buscam atingir o governo e afetar a população de formas bastante radicais, como invadindo a rede oficial de TV e explodindo monumentos históricos. Nesse ponto eu preciso dizer que a adaptação cinematográfica conseguiu ser bem mais interessante, mas acredito que seja questão de ponto de vista. Eu daria como exemplo o seguinte discurso:


Também houve um discurso super foda na TV durante a HQ, mas não se compara a esse. É de arrepiar, mesmo. Eu quase compararia ao discurso final de Chaplin em "O Grande Ditador", se nunca o tiver assistido clica AQUI, e não me culpe se estiver chorando ao final hahahah



Algo que eu acredito merecer muito destaque em toda a HQ é a clara alusão à Conspiração da Pólvora (Gun-powder plot) e um de seus maiores participantes: Guy Fawkes.
A tal conspiração não era nada menos do que um grupo de pessoas que buscaram assassinar o rei da Inglaterra Jaime I, e o Guy Fawkes, com toda a sua experiência de guerra, ficou responsável pelo explosivos, até que a trama foi descoberta e ele foi encontrado com 36 barris de pólvora, o bastante para explodir completamente a Câmara dos Lordes. Como já é de se imaginar, ele foi preso, torturado e condenado à morte na forca. A captura dele é celebrada até hoje, no dia 05 de novembro, e eles chamam de Bonfire Night (Noite da Fogueira).

Dentro dessa cultura popular, existe uma rima que faz alusão a todo esse acontecimento, e essa é parte dela:

"Remember, remember, the fifth of november
The gunpowder treason and plot.
I know of no reason why the gunpowder treason
should ever be forgot" 
"Lembrai, lembrai do cinco de novembro
A pólvora, a traição, o ardil
Não sei de uma razão para que a traição da pólvora
Seja algum dia esquecida." 

É um dos quotes mais marcantes de toda a estória.


Para quem ainda não percebeu, a máscara que o V usa é uma referência ao Guy Fawkes, pois ela representa uma caricatura do rosto do homem. Hoje em dia, ele é visto como um sinônimo de revolução e da opressão do governo.

Pode-se dizer que V for Vendetta é um hino à liberdade real, longe das amarras de quaisquer tipos de alienação e governabilidade. É uma estória inspiradora.

Ah, também tem outra pessoa que faz alusão à Conspiração da Pólvora, mas de forma extremamente mais sutil. Vamos ouvir?


Para terminar, eu vou falar bem rápido sobre a arte da HQ, a diagramação e um pouco sobre a experiência de ler essa HQ em inglês.
Olha, eu vou ser bem sincera: não curti muito a arte. A achei confusa em diversas partes, simplesmente não dava para entender muito bem o que estava desenhado. Vi muitas pessoas a elogiando, então não sei se eu que sou chata, mas realmente achei confuso.
Agora, sobre a diagramação, não tenho elogios em nem crítica. Ela segue o padrão inglês de publicações normais, com a capa mole e o papel tipo jornal. É tudo bastante sensível, pode estragar fácil, mas nada demais.
Sobre a experiência de ler V for Vendetta em inglês: não recomendo se você não for realmente fluente no idioma. Já li diversas obras em inglês, mas nunca tive tanta dificuldade quanto nessa, mesmo sendo uma HQ, O inglês utilizado, em geral, é formal, além de ter diversos neologismos e palavras escritas erradas para representar o sotaque do personagem que estiver falando - ou sej,a se tu não entender não haverá tradutor que te ajude hahahaha

Enfim, por hoje é só!


24 Comentários

  1. Olha, eu sou apaixonada pelo filme, muito mesmo. Como você disse, é uma Distopia que realmente toca, que faz florescer esse "instinto" de mudança, revolução, assim como 1984 <3
    Uma obra genial, uma pena que não seja tão conhecida e comentada aqui :(
    Gostaria muito de ler a HQ, só não tô manjada de inglês ainda HAUEHAUHEUAHE
    Beijinhos <3 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ce acha mesmo que não é conhecida? Pois eu sempre vi justamente o contrário, ao menos no meu meio social hahaha Meus colegas adooooram V de Vingança haha
      Também existe a edição em português, lê ela! :)

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Essa é uma história incrível e forte.
    Faz muito tempo que li mas lembro que achei foda (desculpa a palavra kkk)
    Apesar de gostar muito, não vi o filme e não sei porque.
    Uma hq genial e adorei ver por aqui :D (a arte é meio sem graça mesmo)
    Bj


    IG: @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah algo que aqui no Mago e Vidro realmente não é problema é: usar palavrão, sinta-se à vontade!

      Excluir
  3. Eu tenho essa HQ na minha estante há alguns anos, planejo lela e adio e adio, tenho que parar com isso. Adoro o filme, acho, como você disse, inspirador. Ainda mais sendo professora de história.

    Amei sua resenha que me lembrou da necessidade de tirar V da minha estante e ler de uma vez por todas!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, leia logo entãooo! Super vale a pena, de verdade.

      Excluir
  4. Nunca li essa HQ, mas anotei a dica! Vou voltar a ler HQs frequentemente agora e já quero ler esse hahaha
    Beijos,
    Luana Agra - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá. Eu assisti ao filme tem muitos anos e não me lembro nada da história. Sei que é muuuito adorado e justamente por isso acabo que nem assisto de novo, porque a maioria dos fãs são chatos e isso me irrita. AIUHOUAHAi
    A HQ eu já vi, pois meu ex-namorado tem, e não lembro de ter achado as ilustrações confusas ou algo do tipo. Eu olhei mais por cima, então se for analisando com a historia pode ser que sim.
    Seu post ficou maravilhoso.
    Beijos
    Sil - Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  6. Não sabia nada sobre a história, agora fiquei muito curioso! Pretendo começar a ler HQs e está já está na wishlist.
    Ótima resenha!

    blogleitorit.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Conheço o filme, mas não sabia que "V de Vingança" também tinha livro.
    Confesso que não sou muito de ler livros desse gênero, mas achei a premissa bem bacana.
    Como não sei merda nenhuma de inglês(quase nada kkkk), acho que terei essa edição não é para mim.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na resenha eu falei sobre a HQ, mas acho que tem livro sim, só não tenho certeza.
      E existe a versão dela em PT tbm, isso eu sei, rs.

      Excluir
  8. Eu sou simplesmente doida pra ler a HQ!
    Eu sabia da existência dele, mas nunca deu pra ler :/
    E eu amei a resenha, está completíssima :D

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  9. Oi Tisa,

    adorei a resenha! Eu já tinha visto e amado o filme e adorei conhecer agora a HQ, fiquei bem curiosa para lê-la!

    Beijos!
    Participe do sorteio do livro Minha Vez de Brilhar + Kit de Marcadores
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, que bom que te despertou o interesse. :)

      Excluir
  10. Oi Tisa!! Só leio resenhas positivas sobre a obra, e os quotes são realmente perfeitos. Ele está na lista de desejos (em português, claro) e vi agora no skoob que saiu, neste ano, exemplar com capa dura. Já quero!!
    Beeijos
    lua-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Saiu em capa dura?? :o
      Poxa vida, perdi essa hahah Comprei essa HQ há muito tempo, ela estava parada na minha estante. Queria em capa dura. :(

      Beijos!

      Excluir
  11. Oi Tisa tudo bem? Remember, remember, the fifth of november... rsrs
    Acredita que até hoje só assisti o filme, que na minha opinião é muito bom! Preciso conferir o HQ.
    Pena que vc não gostou da arte, pra mim isso é muito importante em HQs, é um complemento da história sabe? Rs
    Bjs!
    André

    Pausa Para Pitacos - TOP COMENTARISTA DE ABRIL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também acho muito importante. O fato de ter achado a arte meio esquisita foi um dos pontos principais de, por fim, eu continuar preferindo o filme. É claro que existem partes que eu acho que não deveriam ter sido cortadas, é claro, mas ainda prefiro o filmes, rs.

      Excluir
  12. Estou para ler essa hq faz tempo, sempre vejo gente comentado sobre ela, mas acabo passando outras leituras na frente. Pena que você achou a arte confusa, pois não me dou muito bem com quadrinhos confusos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, mas te falar que isso da arte me parece ser questão de opinião, sabia? Pois eu vejo muuuuita gente elogiando, acho que eu que sou chata mesmo hahahah

      Excluir

Deixe o link do seu blog para que eu dê uma olhada, e obrigada pela visita! :)